Saída do PMDB da base do Governo Federal não repercute na ação dos filiados na Câmara Municipal de Fortaleza

GJL_6681

A saída do PMDB da base do Governo Dilma Rousseff também repercutiu na Câmara Municipal de Fortaleza. Vereadores avaliam que tipo de impacto a medida pode ocasionar no cenário político da Capital.
Na bancada da Câmara Municipal de Fortaleza são três vereadores do PMDB. Um deles é Tamara Holanda, que está na primeira legislatura. Para ela, o abandono da base no Governo Federal não muda a postura do PMDB no Ceará e nem em Fortaleza.
A mesma opinião é compartilhada pelo colega de partido Vaidon Oliveira. Ele avalia que não haverá alteração no posicionamento do PMDB em nivel local.
Na bancada do PT, a análise é que a saída do PMDB da base governista vai exigir uma recomposição dos partidos que dão sustentação à presidente Dilma Rousseff.
No Ceará, o governador Camilo Santana, do PT, é aliado da presidente Dilma. Em Fortaleza, o prefeito Roberto Cláudio, do PDT, também está na base de sustentação da presidente da República. O PMDB, antes do rompimento em nível federal, já era oposição aos dois. Entre os pedetistas, a defesa é pela governabilidade do País. O vereador Didi Mangueira reforça que os ganhos sociais dos últimos anos não podem deixar de ser reconhecidos. Até pelos próprios peemedebistas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *