Associações da PM descartam greve no momento, mas cobram do Governo reajuste diferenciado

seila

Policiais e bombeiros militares se reuniram no fim de semana em assembleia para discutir uma proposta de reajuste salarial a ser apresentada ao Governo do Estado. De acordo com entidades representativas dos militares, não há nenhum movimento de paralisação em vista.
O encontro foi organizado pelas entidades representativas de policiais e bombeiros, que se mostram preocupados com a indefinição do Governo do Estado quanto ao índice de reajuste salarial a ser adotado este ano. Camilo Santana já manteve um encontro com as associações militares e mostrou disposição em dar um aumento dentro da média salarial dos estados do Nordeste. Mas ainda não há nada de concreto.
As associações militares descartaram qualquer movimento de paralisação no momento, até porque as negociaçoes com o Estado estão abertas.
O anúncio do índice de reajuste dos servidores públicos estaduais é prometido pelo Governo até o dia 10 de junho. Mas os militares dizem não abrir mão de uma maior valorização da categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *