Cunha também teria recebido propina de empresa de Eike Batista

images_cms-image-000505073

 

O ex-vice da Caixa Econômica Federal, Fábio Cleto, afirmou em delação premiada que uma empresa de Eike Batista pagou propina a ele próprio e ao deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para obter recursos do fundo de investimentos do FGTS.
Fábio Cleto era integrante do conselho do FI-FGTS e opinava nas liberações dos recursos para empresas. Sua delação premiada foi homologada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) há duas semanas e está sob sigilo. Todos os citados na declaração, para variar, negam envolvimento com irregularidades.

anuncio clipping CIENTZ ANUNCIE+++

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *