Operação que apura venda de liminares resulta em 10 pessoas denunciadas pela PGR

pgr-1

A Operação Expresso 150, que apura um esquema de venda de liminares no Tribunal de Justiça do Ceará, continua provocando estragos. A Procuradoria-Geral da República denunciou 10 acusados de envolvimento no esquema ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).
Foram denunciados o desembargador Carlos Feitosa, os advogados Fernando Feitosa, Éverton Barbosa, Fábio Coutinho, Sérgio Felício, João Paulo Albuquerque, Marcos Sá, Michel Coutinho e Mauro Rios, e o comerciante Paulo Araújo.
Todos são acusados de crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e associação criminosa. A atividade do grupo era organizada pelo WhatsApp e as cobranças variavam de
R$ 70 mil a R$ 500 mil.

 

novo logo-COMUNICAÇÃO anuncio clipping ANUNCIE+++

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *