Com suspensão nos passaportes, PF sofre esvaziamento financeiro

images (56)

Polícia Federal suspendeu em todo o País a confecção de novas cadernetas de passaportes solicitadas desde a noite de terça-feira, dia 27 de junho. A medida decorre da insuficiência do orçamento destinado às atividades de controle migratório e emissão de documentos de viagem. Nos bastidores políticos, se fala em esvaziamento da PF para enfraquecer ações da Operação Lava Jato.

Em Fortaleza, a quarta-feira foi de muito movimento no posto de emissão de passaportes no Shopping Iguatemi.
De acordo com a Polícia Federal, o agendamento online do serviço e o atendimento nos postos da PF continuarão funcionando normalmente, apesar da queda  orçamentária do órgão pelo Governo. Novas solicitações não tem prazo de entrega.
Há, porém, casos considerados de urgência que, por lei, não podem ser suspensos. São eles: Catástrofes naturais; Conflitos armados; Necessidade de viagem imediata por motivo de saúde do requerente, do seu cônjuge ou parente até segundo grau; Para a proteção do patrimônio; Por necessidade do trabalho; Por motivo de ajuda humanitária; Interesse da Administração Pública ou outra situação emergencial que não se poderia prever, cujo adiamento da viagem possa acarretar grave transtorno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *