Transporte público deve ter paralisação parcial, segundo o Sintro

unnamed (9)

Os motoristas e trocadores de ônibus devem fazer protestos e paralisações de terminais em Fortaleza nesta sexta-feira, dia 30 de junho, marcada pela segunda greve geral de 2017. A posição do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sintro) é manter só o mínimo (30%) da frota circulando. O Sindionibus lançou nota garantindo a circulação normal dos coletivos e ameaçando pedir o apoio da Polícia Militar para garantir o funcionamento do serviço.

Em São Paulo, maior metrópole do País, os ônibus não vão parar. Os metroviários também decidiram não aderir à greve. Três centrais dividem a diretoria da entidade. Apenas a Conlutas insistiu na paralisação. “A ideia é “guardar energia para as vésperas da votação das reformas trabalhista e previdenciária”, disse um dirigente da CTB.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *