Reuniões em Brasília marcam o clima tenso antes da votação de quarta-feira

images (30)

O fim de semana foi de intensas reuniões em Brasília entre Michel Temer e equipe para traçar estratégias visando a votação da denúncia contra ele, na Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira, dia 2 de agosto. A avaliação de aliados é que Temer tem hoje entre 230 a 250 votos, que seriam suficientes para barrar a denúncia.

Mas há preocupação no Planalto. Porque com essa avaliação dos votos,  é a base aliada não terá força para fazer o quorum necessário para a votação da matéria. Precisará da oposição, que poderá deixar o plenário é adiar a análise do pedido.

Para que a denúncia seja autorizada, ao menos 342 deputados terão que votar contra o parecer aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), do relator Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que recomenda a rejeição da denúncia. Nesta terça-feira, dia 1º, está prevista a leitura do parecer de Abi-Ackel no plenário da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *