Governo determina transferência de presos para evitar novos confrontos de facções

image (1)

O confronto de facções dentro das unidades prisionais do Ceará causou novas vítimas. Na Cadeia Pública de Itapajé, a 124km de Fortaleza, morreram 10 detentos numa rebelião nesta segunda-feira, dia 29 de janeiro. Facções rivais entraram em confronto dentro da unidade.

A providência imediata da Secretaria da Justiça é iniciar a separação de presos em unidades de todo o Estado. Por determinação do governador Camilo Santana, essa ação deve ser iniciada ainda hoje.

Os confrontos envolvem presos ligados às facções Guardiões do Estado (GDE), PCC (Primeiro Comando da Capital) e Comando Vermelho.

Diante dos fatos, incluindo a chacina das Cajazeiras no fim de semana com 14 mortes, o presidente Michel Temer diz estudar a criação de uma Força Nacional para intervenções pontuais nos estados. No entanto, a União descarta qualquer possibilidade de intervenção federal na segurança pública do Ceará. “Nós estamos precisando é de apoio e estamos abertos a isso”, disse o chefe de Gabinete do Governador Camilo Santana, Élcio Batista.

Pauta da violência deve voltar com força total na Assembleia Legislativa

images (11)

O recesso parlamentar termina nesta semana. E na Assembleia Legislativa do Ceará, a pauta da violência no Estado deve voltar com força total. Os deputados oposicionistas Capitão Wagner e Heitor Férrer aproveitaram as redes sociais, durante o fim de semana, para mostrar indignação com a ocorrência da chacina das Cajazeiras.

Apesar das ações do Estado na reestruturação das forças de segurança, é uma realidade o crescimento da violência no Ceará, diante do elevado índice de homicídios. O secretário de Segurança Pública, André Costa, tem tido dificuldades para convencer a população sobre a eficácia do atual plano de segurança.

A base governista na Assembleia Legislativa terá trabalho dobrado para defender a política de segurança pública adotada pelo governador Camilo Santana. Além do mais, o ano é de eleições e a oposição não perderá a oportunidade para utilizar o tema para “bater” no chefe do Executivo Estadual.

Camilo cria força-tarefa e confronta falta de ação do Governo Federal

camilo-chacina-cajazeiras-2

Após a chacina das Cajazeiras que matou 14 pessoas, o governador do Ceará, Camilo Santana, resolveu criar uma força-tarefa para enfrentar as ações do crime organizado no Estado. Entre as medidas anunciadas estão a montagem de um Centro Integrado com representantes da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social, Polícia Federal, Poder Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública; a formação de um grupo especializado da Polícia Federal para o combate ao crime organizado no Ceará; e a criação pelo Tribunal de Justiça do Ceará de uma vara específica para julgar crimes relacionados às facções no Estado.

Mas Camilo Santana foi mais além na reunião ampliada dos órgãos de segurança. Disparou mais uma vez contra o Governo Federal ressaltando a responsabilidade da União ao combate ao tráfico de drogas e à proteção das fronteiras do País, que deixa a desejar.

As declarações de Camilo não foram bem recebidas pelo Palácio do Planalto e pelo Ministério da Justiça. O ministro Torquato Jardim soltou uma nota em que diz “que a União seguirá cumprindo o papel de oferecer apoio técnico e financeiro aos Estados…ainda que os governantes não solicitem apoio por razões eminentemente políticas”.

Camilo diz que pedirá uma audiência com o presidente Michel Temer para discutir o tema do enfrentamento às facções criminosas.

Ceará fechou o ano com saldo negativo no número de empregos

images (10)

Com reforma trabalhista e tudo, o Ceará fechou 4.563 postos de trabalho em dezembro de 2017. O número é do Ministério do Trabalho, através do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

O levantamento mostra que o Estado fechou o ano passado com um saldo negativo de 2.139 postos de trabalho. O cálculo é feito considerando as admissões (381.185) e demissões (383.324).

A maior perda foi registrada na indústria de transformação, com o fechamento de 3.270 vagas. A tal jornada intermitente aprovada na reforma que, segundo o presidente Michel Temer, iria trazer mais vagas de trabalho, por enquanto, não surtiu nenhum efeito.

Para quem está na busca por vaga no mercado de trabalho, as exigências são muitas e está cada vez mais difícil conseguir uma ocupação formal. É por isso que se vê tanta gente aderindo a informalidade, muitas vezes, sem nenhuma segurança.

Briga de facções põe em xeque a política de segurança pública

images (9)

O enfrentamento às facções criminosas talvez, seja hoje, o maior desafio do Governo do Estado dentro da sua política de segurança pública. Os números crescentes de homicídios revelam descontrole no setor. Na madrugada deste sábado, dia 27 de janeiro, pelo menos 18 pessoas foram mortas em mais uma chacina no bairro Cajazeiras, em Fortaleza.

As investigações levam para um confronto entre membros da facção Guardiões do Estado (GDE) contra integrantes do Comando Vermelho (CV). E no meio, pessoas inocentes que não participam dessa guerra.

O próprio governador Camilo Santana já ressaltou diversas vezes a falta de envolvimento do Governo Federal no enfrentamento ao crime organizado. Os estados reclamam da falta de investimento federal e estão todos na base do “salve-se quem puder”.

A realidade está posta e ninguém vai resolver o problema sozinho. Ou envolve todos os setores da sociedade e Poder Público, ou vamos continuar perdendo muitos jovens para a criminalidade.

A política de segurança tem que efetivamente sair do papel para a prática. Os investimentos em pessoal e equipamentos estão aí, mas é preciso ouvir sugestões da sociedade organizada para ter sucesso na aplicação das ações.

Área leste de Fortaleza ganha novo sistema de esgotamento sanitário

images (55)

A Secretaria das Cidades e Cagece colocaram para funcionar o novo sistema de esgotamento sanitário na área leste de Fortaleza. A inauguração teve a presença do governador Camilo Santana, que destacou a melhoria na qualidade de vida para moradores de 11 bairros da Capital.

O sistema vai disponibilizar uma nova rede coletora de esgoto para locais ainda não beneficiados. “A implantação contribui diretamente com a preservação ambiental da área, já que levará esgotamento para os bairros localizados à margem direita do rio Cocó”, disse Neuri Freitas, presidente da Cagece.
O investimento de R$ 115 milhões envolve recursos federais e estaduais. O novo sistema de esgotamento viabiliza a interligação de mais de nove mil imóveis. No total, cerca de 130 mil pessoas serão beneficiadas com a nova rede que passará a coletar o esgoto gerado nas residências.

Onze bairros da área leste da Capital estão contemplados: Guararapes, Jardim das Oliveiras, Tancredo Neves e parte dos bairros Engenheiro Luciano Cavalcante, Edson Queiroz, Salinas, Cidade dos Funcionários, Parque Iracema, Cajazeiras e Messejana.

Com a entrega da obra, Fortaleza chega agora a 62% de esgotamento sanitário. “Vamos ampliar ainda mais o número de ligações até o fim de 2018”, afirmou Camilo Santana, governador do Ceará.

Abastecimento de água já está sob ameaça em 21 cidades cearenses

images (8)

Um estudo feito pelo Grupo de Contingência do Governo do Estado, relacionado a seca, mostra que 21 cidades do Ceará estão sob ameaça de desabastecimento de água até o fim de janeiro. Outros 18 municípios só dispõem de água para abastecimento humano até fevereiro.

Nas cidades com maior dificuldade, a Secretaria de Recursos Hídricos e a Cagece desencadeiam ações para manter a regularidade no fornecimento de água. Hoje, 39 dos 184 municípios do Ceará apresentam nível crítico no acesso a água potável.

Há ainda mais 31 cidades em situação de alerta, com água suficiente até abril quando termina a quadra chuvosa. Em relação a Fortaleza e Região Metropolitana, o levantamento do Grupo de Contingência mostra que ainda não há qualquer risco de desabastecimento humano.

Capitão Wagner assume comando do PROS no Ceará

fortaleza, 25 de janeiro de 2018-  o deputado estadual capitao wagner, pr convoca uma coletiva para a nunciar a sua saida do pr, partido republicano e vai assumir a presidencia do pros- estadual no ceara. auditorio murilo aguiar, na assembleia legislativa do ceara.  - politica - 26PO1105  -  JOSÈ LEOMAR

Com direito a presença de políticos do PR, seu ex-partido, o deputado estadual Capitão Wagner Souza anunciou que estará assumindo o comando do PROS a partir de março, quando abre a janela partidária e os parlamentares podem mudar de legenda sem prejuízo ao mandato. Capitão Wagner quer emplacar o PROS na oposição declarada ao Governo Camilo Santana no Ceará.

Mas o projeto do parlamentar de oposição é mais ambicioso. Capitão Wagner quer formar um bloco de oposição no Estado para apoiar o nome de Jair Bolsonaro para presidente. Nos bastidores, se comenta haver resistência de partidários a essa ideia.  Vamos esperar pra ver.

Temer volta a concentrar as atenções na votação da reforma da Previdência

images (7)

Depois de participar do Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, o presidente Michel Temer retomou o fôlego para buscar os votos necessários para aprovar a reforma da Previdência. O Governo Federal ainda não tem os 308 votos necessários para aprovar a emenda constitucional, mas fará um esforço final para tentar atingir esse quórum mínimo.

O Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciou pra mídia internacional e nacional que o Governo não pensa ainda em aplicar reajuste de impostos, caso a reforma da Previdência não seja aprovada na Câmara dos Deputados. Acredite se quiser numa lorota dessas.

Novo Terminal de Messejana inicia nova operação dos ônibus neste sábado

IMG_20180125_194401_746

A entrega do novo Terminal de Messejana, em Fortaleza, será em abril, mas dentro do cronograma de obras, a Etufor fará a transferência operacional dos ônibus do terminal provisório para as novas instalações já a partir deste sábado, dia 27 de janeiro. A operação consiste na distribuição das 58 linhas que operam no terminal.

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, aproveita a data para inaugurar o Terminal Literário de Messejana, com estantes abertas ao público, e a Central de Medicamentos do Terminal Messejana.