Nova chacina em Fortaleza revela que facções ignoram reação do Estado

images (46)

Quando as ações do crime organizado acontecem em áreas nobres, a sociedade se põe ainda mais em alerta. A nova chacina ocorrida em Fortaleza, na noite desta sexta-feira, dia 9 de março, atingiu o bairro Benfica, onde está localizado o campus da Universidade Federal do Ceará. Área de residência e circulação diária de universitários.

Quatro das vítimas foram executadas quando estavam em uma mesa em frente a um bar na praça da Gentilândia. Outras três pessoas foram mortas em ruas próximas à praça, em ataques diferentes, um deles perto da sede da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF).

A briga entre os grupos organizados só cresce levando pavor a sociedade, não importando mais se o bairro é nobre ou de periferia. As ações do Estado, em conjunto com o Governo Federal, para enfrentar o crime organizado parecem não intimidar as facções.

Levantamento da Polícia Federal e Ministério Público Federal de São Paulo mostra que o Ceará é hoje o terceiro estado com maior presença do PCC no País, perdendo apenas para São Paulo e Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *