Delatores podem complicar situação dos amigos de Michel Temer com a Justiça

images (19)

Depoimentos de delatores podem complicar ainda mais a situação dos amigos do presidente Michel Temer, que se tornaram réus acusados de integrar uma organização criminosa. A 12ª Vara da Justiça Federal em Brasília , Marcus Vinicius Reis, autorizou os depoimentos de 42 pessoas no processo. A maioria é de delatores. São 36 colaboradores da Lava Jato, que serão ouvidos no processo do chamado “quadrilhão do MDB”.
Entre os réus dessa ação penal, estão os ex-deputados Eduardo Cunha e Henrique Alves e os amigos do presidente Michel Temer João Batista Lima Filho, ex-coronel da Polícia Militar de São Paulo; o advogado José Yunes, ex-assessor de Temer; e o ex-deputado e ex-assessor da Presidência Rodrigo Rocha Loures.

O que se espera é a celeridade no caso, prometida pelas autoridades do Poder Judiciário, para que não se confirme a seletividade denunciada pelo PT, onde só é feita justiça efetiva quando se trata de membros do partido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *