Ministério Público Eleitoral recomenda suspensão do programa de bolsas para universitários no Ceará

escola3

Uma notícia que preocupou universitários no Ceará. O Ministério Público Eleitoral (MPE) recomendou que o Programa Avance, que distribui bolsas a universitários cearenses, seja suspenso. A decisão toma por base a alegação que a legislação eleitoral não permite que agentes públicos distribuam benefícios materiais em ano de eleição. O procurador regional eleitoral, Anastácio Tahim, argumenta que o programa é “assistencialista” e não tem previsão de vagas depois de 2018.

O programa Avance contempla hoje cerca de dois mil alunos no Ceará. A bolsa é um auxílio financeiro a alunos em situação de vulnerabilidade econômica que ingressam no ensino superior. Em 2018, a quantidade de bolsas concedidas pelo programa aumentou em 100%. O Avance utilizou, até o momento, mais de R$ 1,7 milhão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *