Camilo Santana é mais um a defender aproximação do PT com Ciro Gomes

23172386_2034885043410745_3913764478701970259_n-625x417-750x410

Diante da real possibilidade de o ex-presidente Lula não conseguir o registro para sair candidato à Presidência da República em outubro, vários petistas já manifestaram a necessidade de um plano B. E alguns defendem o apoio à candidatura do pedetista Ciro Gomes, com o PT ocupando a vice com o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

Essa tese foi defendida pelo governador Camilo Santana em entrevista Estado de São Paulo. Camilo avalia que o PT “não pode apostar no isolamento suicida”. O governador disse ainda: “Não acredito que vão deixar o Lula ser candidato. Isso é um fato. Não adianta a gente se enganar. Acho que ele poderá contribuir muito nesse processo eleitoral, mas não como candidato”.
E acrescentou: “Acho que o PT tem uma grande oportunidade de fazer esse debate. Não podemos nos isolar. O momento é de união, não de isolamento. O momento não é de radicalismos, isso não vai levar a nada. O momento é de reflexão, serenidade, desprendimento”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *