Supermercados e frigoríficos de Fortaleza começam a enfrentar desabastecimento

images (10)

Supermercados e frigoríficos de Fortaleza começam a sofrer com o desabastecimento provocado pela greve dos caminhoneiros. Faltam produtos e ainda não há a certeza de normalização na entrega de mercadorias.
Desde a última quarta-feira, deixaram de chegar nos frigoríficos de Fortaleza cerca de 500 toneladas de carne. “Se a paralisação dos caminhoneiros continuar, a preocupação é que até o início da próxima semana, os frigoríficos estejam totalmente desabastecidos”, disse Francisco Everton, presidente do Sindicarnes.
Nos supermercados, a situação também é preocupante. Já há falta de produtos. No pátio deste centro de distribuição de uma rede de supermercados, em Maracanaú, não chegam caminhões de fora desde a última quarta-feira.
“A média normal de circulação de  caminhões no pátio é de 50 veículos de carga por dia. O que resta de produtos está sendo encaminhado aos supermercados”, afirmou Gerardo Vieira, presidente da Associação Cearense dos Supermercados.
Alimentos como feijão, arroz, açúcar, margarina e leite não estão sendo repostos nas prateleiras. Ou seja, podem começar a faltar já a partir da próxima segunda-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *