Sob novas investigações, Temer pode ser alvo de terceira denúncia ainda este ano

images (24)

Em Brasília, não se considera impossível uma terceira denúncia contra o presidente Michel Temer ainda antes das eleições no Congresso Nacional. E o combustível para isso envolve o avanço das investigações sobre a possibilidade de recebimento de propina pelos aliados do presidente da República.

A Polícia Federal solicitou a quebra do sigilo telefônico do presidente da República, Michel Temer, e dos ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha (MDB), e de Minas e Energia, Moreira Franco (MDB) ao Supremo Tribunal Federal. O pedido foi no âmbito do inquérito para apurar as revelações de delatores da Odebrecht sobre o repasse de R$ 10 milhões para o grupo político do presidente. O repasse teria sido acordado em uma reunião no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente da República.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *