Celso de Mello classifica declaração de filho de Bolsonaro como “golpista”

images (18)

“Cara, se quiser fechar o STF, sabe o que você faz? Você não manda nem um jipe. Manda um soldado e um cabo. Não é querer desmerecer o soldado e o cabo, não”. A declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), sobre fechar o STF (Supremo Tribunal Federal) foi repudiada no meio jurídico e político neste domingo, dia 21 de outubro.

O ministro do STF, Celso de Mello, classificou a declaração do filho de Bolsonaro como  “inconsequente e golpista”.
Disse ainda que o fato de Bolsonaro ter tido uma votação expressiva nas eleições não legitima “investidas contra a ordem político-jurídica”.

O pior é que Bolsonaro não para de dizer asneiras aos seus eleitores. Em discurso gravado pelo candidato do PSL neste domingo, dia 21, em São Paulo, ele intrigou alguns opositores. Guilherme Boulos (PSOL) comentou que, mesmo em vantagem, o capitão reformado não baixa o tom. “Ele deixou claro que opositor tem dois caminhos: sair do país ou ir preso”, disse Boulos. “Esse discurso empodera todo tipo de maluco.” Afinal, vivemos uma Democracia ou uma Ditadura?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *