Maioria no Congresso Nacional será fundamental para aprovar qualquer reforma

images (30)

Passado o 2° turno das eleições, a equipe de Jair Bolsonaro articula a montagem do Ministério. Mas as preocupações também estão voltadas para o Congresso Nacional. O PSL e os partidos de apoio hoje ao presidente têm bancadas insuficientes para garantir votos para aprovar qualquer reforma na Câmara ou no Senado.

Com a nova Legislatura eleita no 1° turno, o PSL e os partidos de apoio ao presidente eleito somam 70 deputados federais. Para aprovar uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC), por exemplo, são necessários 308 votos. Faltam então 238 deputados. No Senado, hoje são nove senadores da base. Em caso de uma votação de PEC, são necessários 49 votos. Faltam então 40 senadores.

Daí o desafio de se iniciar um diálogo com outros partidos que vão compor a base no Congresso Nacional. Em entrevista exclusiva à Record TV nesta segunda-feira, dia 29 de outubro, Bolsonaro reafirmou o desejo de aprovar projetos polêmicos. Um deles é a revisão do Estatuto do Desarmamento. O presidente eleito defende que tanto a posse quanto o porte de arma de fogo devem ser flexibilizados em seu mandato. A ideia tem de passar no Congresso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *