Cuba abandona Programa Mais Médicos no Brasil após declarações de Bolsonaro

IMG_20181114_140647

Em protesto às ameaças do presidente eleito Jair Bolsonaro, Cuba decidiu abandonar o programa Mais Médicos no Brasil. O programa leva profissionais do país caribenho para áreas de outras nações com o objetivo de otimizar o atendimento à população. Segundo nota emitida pelo Governo Cubano, Jair Bolsonaro fez “referências diretas, depreciativas e ameaçadoras à presença de nossos médicos, declarou e reiterou que modificará os termos e condições do Programa Mais Médicos, com desrespeito à Organização Pan-Americana da Saúde e ao acordo desta com Cuba”.
Em cinco anos de trabalho no Brasil, cerca de 20 mil médicos cubanos atenderam mais de 113 milhões de pacientes, em mais de 3.600 municípios, chegando a cobrir, com eles, um universo de até 60 milhões de brasileiros, na época em que constituíam 88% de todos os médicos participantes do programa.
Bolsonaro já havia dito que iria expulsar os médicos cubanos do Brasil alegando que iria instrumentalizar o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira, conhecido como Revalida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *