Ciro Gomes dispara contra MBL após manifestações oportunistas sobre ataques

images (7)

O ex-ministro Ciro Gomes mostrou toda a sua indignação com o uso político dos ataques que vêm ocorrendo no Ceará, desde a última quarta- feira, dia 2 de janeiro, por integrantes do MBL – Movimento Brasil Livre.

O ex-candidato à Presidência da República pelo PDT classificou o MBL como “facção criminosa que age na internet”. Ele se referiu aos candidatos eleitos, o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) e o estadual Arthur Moledo do Val (DEM-SP), este último dono do canal “Mamãe Falei”.

Kim Kataguiri publicou um vídeo em conta do YouTube do MBL sobre os ataques que vêm ocorrendo no Ceará, em que disse que a onda de violência é uma manobra petista do governador do Estado, Camilo Santana, do PT, para desgastar o governo do presidente Jair Bolsonaro.

Ou seja, uma manifestação tosca, de quem não conhece a realidade local de perto. Está mais do que provado que o enfrentamento às facções criminosas requer uma união dos Governos Federal, Estaduais e Municipais. Situação e oposição precisam unir forças para resolver o problema. Ficar com discurso político para angariar pontos diante de uma população já sofrida e ameaçada não passa de mau caratismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *