Cinco deputados estaduais querem a Prefeitura de Fortaleza

11rg

As eleições municipais serão em outubro, mas na Assembleia Legislativa vários deputados se movimentam em torno de candidaturas à prefeito em suas cidades de origem.
A estimativa inicial é de que pelo menos 17 deputados estaduais sejam candidatos à prefeito nas eleições deste ano. Os nomes ainda não estão definidos oficialmente, porque as convenções partidárias devem ocorrer a partir de 20 de julho.
Para a eleição em Fortaleza, pelo menos cinco deputados estaduais já se apresentam como pre-candidatos ao posto do prefeito Roberto Cláudio, que concorrerá a reeleição.
Já ofereceram os nomes para a disputa, o Capitão Wagner Souza, do PR, Heitor Ferrer, do PSB, Tin Gomes, do PHS, Ely Aguiar, do PSDC, e Renato Roseno, do PSOL. O momento entre eles tem sido de articulações políticas para conseguir apoio de outras legendas, que representa mais tempo de propaganda no rádio e na TV.
Mas no Legislativo Estadual, há também pré candidatos a prefeitos de seus municípios de origem. Vão se envolver diretamente em campanhas no interior e Região Metropolitana de Fortaleza.

Trabalhadores ocupam sede do INSS em Fortaleza contra a reforma da Previdência

rogg

Servidores do INSS e trabalhadores rurais ligados a CUT fizeram um protesto nesta quinta-feira, dia 16 de junho, na sede do órgão, em Fortaleza. A manifestação tem o objetivo de denunciar o enfraquecimento da Previdência Social no País com a medida do Governo Federal de fusão com o Ministério da Fazenda.
A manifestação trouxe para a frente da INSS em Fortaleza, trabalhadores rurais de vários municípios que se mostram preocupados com a decisão do Governo Temer de transformar o Ministério da Previdência Social numa secretaria do Ministério da Fazenda.
Cerca de 70 agências do INSS no Ceará foram ocupadas por trabalhadores ligados a Fetrace, a Federação dos Trabalhadores Rurais, e a CUT. As entidades não aceitam o aumento da idade mínima para aposentadoria de homens e mulheres.
O protesto ganhou apoio também dos funcionários do INSS. O Sindicato dos Servidores da Previdência denuncia a movimentação do Governo Federal de acabar com direitos históricos dos trabalhadores.

Alvo de Renan Calheiros, agora, é o procurador Rodrigo Janot

renan-calheiros-pmdb-al-ja-e-investigado-pelo-stf-por-suposta-participac

Depois de ter o pedido de prisão feito pela PGR ao Supremo Tribunal Federal, o  presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL), resolveu contra-atacar. Ele analisa um pedido de impeachment do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentado na última segunda-feira, dia 13 de junho.

A ofensiva de Janot contra os caciques do PMDB preocupa Renan que avalia ser o momento de conter a “fúria” do Procurador Geral da República. Nesta quarta-feira, dia 15 de junho, Rodrigo Janot justificou

a divulgação dos depoimentos de Sérgio Machado na delação premiada que envolveram mais de 20 políticos de seis partidos no esquema de corrupção da Petrobras, atingindo a cúpula do PMDB, em especial o presidente interino Michel Temer. Até o senador cearense Eunício Oliveira foi citado como beneficiado.

Os prejuízos da divulgação dos depoimentos são analisados com frieza pelo Governo Temer. O presidente interino é acusado de pedir doação de recursos ilícitos para a campanha a prefeito de São Paulo de Gabriel Chalita em 2012. Assessores de Temer acreditam que a denúncia pode atrapalhar a governabilidade e a relação do presidente em exercício com o Congresso Nacional.

 Secretário de Educação do Município mostra otimismo em relação a entrega de obras

DSC_239401

A administração municipal em Fortaleza corre contra o tempo para entregar obras em execução até o mês de outubro, quando acontecem as eleições municipais.
No setor de educação, o secretário Jaime Cavalcante diz estar otimista.  “Até o mês de agosto, iremos entregar mais novas 14 obras. São três Escolas de Tempo Integral, em prédios adaptados, três novas quadras, quatro creches conveniadas e mais quatro creches em prédios totalmente novos”, disse.
Ele destaca a abertura 66 novas creches, somando ainda mais oito que serão entregues até agosto, fazendo um total de 74 creches. Até o fim deste ano, a meta é atingir o que foi definido pelo prefeito Roberto Cláudio abrindo 100 equipamentos para as crianças.

Estrago causado por Sérgio Machado atinge políticos do PT, PSDB, DEM e PMDB

sergiomachado
O ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, continua provocando estragos. Na sua delação premiada, o político Cearense garante que fez repasse de propina a pelo menos 18 políticos do  PMDB, PT, PP, DEM, PSDB e PSB. Machado reconhece que o PMDB foi o maior beneficiário dos repasses com o recebimento de cerca de R$ 100 milhões.
A forma de pagamento de propina era feito da seguinte maneira: o ex-presidente da Transpetro era procurado por políticos em busca de doações. Depois, solicitava repasses à empreiteiras com contratos na Transpetro. A lista inclui integrantes do PT e rivais opostos do partido, como o ex-presidente do PSDB, Sérgio Guerra (falecido em 2014), Agripino Maia (DEM-RN), Felipe Maia (DEM-RN) e Heráclito Fortes (PSB-PI).
Há outros políticos citados na delação a que teve acesso o ministro do STF, Teoria Zavascki. São eles: os senadores Renan Calheiros (AL), José Sarney (AP), Valdir Raupp (PMDB-RO) e Romero Jucá (RR), bem como o ministro do Turismo, Eduardo Alves (RN), Jandira Feghali (PCdoB-RJ), Cândido Vaccarezza (PT-SP), Ideli Salvatti (PT-SC) e Jorge Bittar (PT-RJ).

Servidores da saúde em greve aguardam nova audiência com Camilo Santana

????????????????????????????????????

O Sindisaude fez mais um protesto nesta quarta-feira, dia 15 de junho, em frente ao Hospital Geral de Fortaleza. A manifestação faz parte da programação de greve dos profissionais da saúde de nível médio, que estão em greve desde o dia 1o de junho.
São 15 dias de greve. Os servidores de nível médio reivindicam a reposição salarial de 12,67 por cento e a volta de uma gratificação extinta pelo Governo em 2012. Enquanto a negociação não avança, apenas 30 por cento dos profissionais mantem uma escala de plantão no atendimento ao público.
O setor de saúde tinha uma reunião marcada com o governador Camilo Santana na última sexta-feira, que acabou adiada. Ainda não há uma nova data agendada, o que gera ainda mais ansiedade na categoria.

Sindionibus e Defensoria Pública lançam campanha sobre a importância de respeitar o passageiro idoso

Segurança nos ônibus e terminais Na foto: Dalgisa Uchoa, 71 - ela estava no terminal do Siqueira - no bairro Siqueira Foto: Mauri Melo, em 17/09/2009

O desrespeito ao usuário do transporte coletivo é comum nos terminais de ônibus. E quando se trata de um passageiro idoso, a situação ainda é mais grave. Capacitar os operadores do transporte coletivo para atender melhor o usuário é um dos desafios do Sindionibus.
Uma campanha para conscientizar os  usuários do transporte coletivo sobre a necessidade de dar prioridade ao passageiro idoso foi lançada nesta quarta-feira, dia 15 de junho, na Praça do Ferreira, no Centro da Capital. Idosos receberam orientação jurídica de defensores sobre como agir diante de uma situação de desrespeito aos direitos.
A própria Defensoria Pública do Estado será responsável pelo treinamento de motoristas e cobradores de ônibus. Os defensores vão oferecer a capacitação nas garagens das empresas.
Na foto: Dalgisa Uchoa, 71 – ela estava no terminal do Siqueira – no bairro Siqueira
Foto: Mauri Melo, em 17/09/2009

Eduardo Cunha está mais perto de perder o mandato. Agora é com o plenário

size_810_16_9_eduardo-cunha
Por 11 votos a favor e nove contra, o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou o relatório que recomenda a cassação do presidente afastado Eduardo Cunha. Nem a deputada federal Tia Eron (PRB), que era alinhada com Cunha, seguiu a linha de defesa do presidente que está suspenso pelo STF.

A aprovação do relatório tem um simbologismo forte. Cunha foi abandonado por antigos aliados e fica quase impossível evitar a cassação em plenário.

Agora, abre-se um prazo de cinco dias úteis para que a defesa de Cunha entre com algum tipo de questionamento na Comissão de Constituição de Justiça. O mérito da decisão (a cassação) não muda.

Para evitar a perda do mandato, Eduardo Cunha precisa impedir que 257 dos 513 deputados votem favoraveis em plenário. O que nessas alturas é improvável.

Resta saber o que agora, na base do desespero, Eduardo Cunha deverá fazer com os desafetos. E em meio ao inferno astral dele, olhe lá se o STF não decretar a sua prisão preventiva já pedida pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot.

Secretaria de Justiça adquire mais equipamentos de scanner que vão facilitar a vistoria em presídios

TraficoPenitenciaria

O body scanner é um equipamento utilizado na vistoria dos visitantes de unidades prisionais. É uma tecnologia que permite visualizar se a pessoa carrega algum tipo de objeto dentro da roupa ou até do corpo. Seis unidades penitenciárias do Ceará já são dotadas com o equipamento. Mais quatro foram adquiridos pelo Governo do Estado e devem entrar em operação na Região Metropolitana de Fortaleza, Sobral e Juazeiro do Norte ainda este mês.
De acordo com o secretario adjunto de Justiça, Sandro Camilo, o investimento na compra dos quatro aparelhos foi R$ 2 milhões e 500 mil reais com recursos federais e estaduais. A principal meta é diminuir a entrada de drogas e telefones celulares nas unidades.
Para o especialista em segurança, George Marinho, a chegada dos novos equipamentos pode proporcionar mais rigor na fiscalização de presídios, ainda vulneráveis nas vistorias dos visitantes. George ressalta, no entanto, que cabe ao Estado a manutenção preventiva dos equipamentos, que são de alto custo para os cofres do Governo.

Defensoria Pública promove encontro de estudantes que mantêm ocupação em escolas estaduais

ocupacao-escola-salvador_allende_ale_vianna_estadao_conteudo

Escolas ocupadas por estudantes. Professores da rede estadual em greve desde o dia 25 de abril. O cenário da educação no Ceará é de total paralisia. E as negociações parecem não avançar. A Defensoria Pública tenta intervir no impasse entre estudantes e Governo. Um dos pontos que geram preocupação é a possibilidade de desocupação forçada das escolas.
Num encontro na sede da Defensoria Pública, nesta terça-feira, dia 14 de junho, estudantes de escolas ocupadas traçaram estratégias para unificar o discurso de reivindicação, que vai desde a reforma nos prédios até a melhoria na qualidade da merenda.
A Defensoria Pública calcula que existam hoje cerca de 60 escolas estaduais ocupadas pelos alunos. A situação é agravada porque as propostas feitas pela Secretaria de Educação do Estado, até agora, para resolver o problema, são ainda consideradas vagas.
O Ministério Público também tem visitado as escolas onde o diálogo entre alunos e Governo está interrompido.
A greve dos professores prossegue, mas as aulas foram retomadas em algumas escolas. A promotora de Justiça de Defesa da Educação, Elizabeth Almeida, recomendou a Secretaria de Educação que seja elaborado um calendário de reposição das aulas de acordo com a necessidade de cada estabelecimento.