Peste suína leva Governo do Estado a decretar estado de emergência na Zona Norte

Fotos-Suínos-696x385

Fazendas de Forquilha, na região Norte do Ceará, foram interditadas por 12 meses, após o Governo do Ceará ter decretado estado de emergência por conta de peste suína. Pelo menos 130 animais de uma propriedade serão sacrificados.
Segundo as autoridades agropecuárias, a área onde estava o animal infectado vai permanecer isolada por seis meses. Todo o entorno da propriedade em que o caso foi identificado vai ter acesso controlado num raio de 10 quilômetros. Outras propriedades na região também são investigadas.
A Agência de Defesa Agropecuária informa que a doença não é transmitida para humanos, mas os produtores precisam sacrificar animais doentes. A informação foi publicada nesta quinta-feira, dia 11 de outubro, no Diário Oficial do Estado. A publicação foi assinada pelo secretário da Agricultura, Pesca e Aquicultura (Seapa), Euvaldo Bringel.

Camilo Santana reúne aliados na segunda-feira para engajamento na campanha de Haddad

fernando-haddad

Candidatos da base governista no Ceará que saíram vitoriosos este ano, vão reunir na segunda- feira, dia 15 de outubro, com o governador Camilo Santana. O encontro é no intuito de traçar metas de trabalho das lideranças aliadas em torno da candidatura do presidenciável Fernando Haddad, do PT. O encontro será no Marina Park Hotel, em Fortaleza.

Boa parte dos aliados de Camilo Santana, principalmente os ligados ao PDT, estiveram com Ciro Gomes no 1° turno. A tendência é que a maioria vá com Haddad no 2° turno. Uma das metas do grupo é dar uma diferença considerável para o candidato petista no Ceará. No 1° turno, Ciro foi o mais votado no Estado, com Haddad em segundo e Bolsonaro em terceiro.

A participação de Ciro Gomes de forma efetiva na campanha de Haddad ainda é incerta, já que o PDT declarou um “apoio crítico” a Haddad. Pode ser que Ciro não suba no palanque do petista.

Está prevista uma vinda de Fernando Haddad ao Ceará na campanha e em outras capitais do Nordeste. Porém, a data não está definida. O petista deve concentrar ainda a campanha em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, onde perdeu com larga vantagem para Bolsonaro.

Novos servidores tomam posse no Instituto José Frota nesta quinta-feira

images (3)

Referência regional no atendimento a pacientes com fraturas e lesões vasculares e neurológicas graves, queimaduras e intoxicações agudas, o Instituto Doutor José Frota (IJF), principal unidade da rede de assistência em saúde de Fortaleza, recebe nesta quinta-feira, dia 11 de outubro, mais de 79 novos servidores. A Prefeitura de Fortaleza realiza a solenidade de posse no Teatro Carlos Câmara, no Centro.
O evento contará com a presença dos médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, farmacêuticos, técnicos de enfermagem e técnicos de radiologia, convocados para os cargos no Hospital, além do prefeito Roberto Cláudio.
Ao todo, 592 novos profissionais, aprovados nos últimos concursos públicos, assumirão suas funções, sendo chamados à medida que avançam os projetos de modernização a ampliação de suas áreas de atendimento, com a construção do Anexo IJF 2, já em funcionamento parcial.

Prática de utilizar “fake news” tem feito a diferença na hora de enganar eleitores

fake-news-2

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem sido complacente com a prática de “fake news” no processo eleitoral. Na corrida presidencial, a candidatura de Fernando Haddad (PT) deve ser a mais prejudicada. As postagens chegam a ser absurdas e são compartilhadas em velocidade com a ajuda, provavelmente, de “robôs virtuais.

A coligação “O Povo Feliz de Novo” entrou com representação junto ao Tribunal Superior Eleitoral, mas muitas publicações demoram a ser retiradas do ar. Muitas delas foram “sacadas” ainda no 1° turno.

É de se lamentar que se use de mentiras para convencer qualquer eleitor a votar em um determinado candidato. E o pior: há cabos eleitorais que, mesmo tendo consciência que aquela informação é mentirosa, trata de compartilhar para prejudicar o adversário.

É bom lembrar que esta prática é criminosa. Em caso de identificação, o autor ou quem compartilha pode responder na Justiça pelo ato delituoso.

Ciro Gomes confirma apoia a Haddad, que promete incorporar ideias do PDT no plano de governo

images (2)

O ex-candidato do PDT à Presidência da República Ciro Gomes confirmou o apoio a Fernando Haddad (PT) no 2° turno. Em contrapartida, Haddad promete incorporar algumas ideias do PDT no plano de Governo. Uma delas é a de renegociação de dívidas de quem está com o nome sujo no SPC (Serviço de Proteção ao Crédito).

Ciro Gomes foi o terceiro colocado no 1° turno das eleições com mais de 13 milhões de votos. O apoio a Haddad era quase certo, já que o presidenciável Ciro Gomes havia falado, logo após a apuração dos votos confirmar disputa em segundo turno, que não apoiaria Jair Bolsonaro (PSL), a quem se referiu durante a campanha como “Hitlerzinho tropical”.

Primeiras pesquisas mostram vantagem de Bolsonaro sobre Haddad no 2° turno

750_bolsonaro-e-haddad_201892075318214

Duas pesquisas foram divulgadas nesta quarta-feira, dia 10 de outubro, para a Presidência da República: Datafolha e consultoria Ideia Big Data. Foram as primeiras consultas do 2° turno.

No Datafolha, o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, aparece com 58% das intenções de voto, enquanto o candidato do PT, Fernando Haddad, registrou 42%. A contagem é de votos válidos, ou seja, exclui os brancos, nulos e indecisos.

Na pesquisa da consultoria Ideia Big Data/Veja, Jair Bolsonaro (PSL) tem 54% e Fernando Haddad (PT) com 46% nos votos válidos.

No domingo, quando aconteceu o 1° turno, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os dois tiveram 46% (Bolsonaro) contra 29% (Haddad) dos votos válidos.

Vale lembrar que restam 18 dias até a realização do 2° turno. Os dois candidatos ainda tem debates, comícios e muitas viagens para conquistar eleitores indecisos e que se abstiveram de votar no 1° turno (mais de 20% do eleitorado).

Bolsonaro está fora do primeiro debate na TV pelo 2° turno. Quem perde é o eleitor

images (1)

A maior expectativa do eleitor brasileiro no 2° turno é aprofundar o conhecimento das propostas dos candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). Mas Bolsonaro está fora do primeiro debate da TV Bandeirantes, marcado para esta sexta-feira, dia 12 de outubro.

O médico que operou Bolsonaro, Antônio Luiz de Macedo vetou a participação do presidenciável no primeiro debate do 2° turno na TV, por entender que Bolsonaro continua muito fraco. No entanto, Bolsonaro vem dando várias entrevistas a canais de TV. No debate dos candidatos da Globo no 1° turno, Bolsonaro não compareceu, mas deu entrevista simultânea na Record TV.

Com a decisão dos médicos, Bolsonaro vai deixar de participar de, ao menos, quatro debates presidenciais contra seu adversário, Fernando Haddad (PT), que estavam programados para ocorrer entre esta e a próxima semana.

Pelo Twitter, o adversário Fernando Haddad (PT) se dispôs a ir até a enfermaria. “Meu adversário precisa participar dos debates. Eu estou disposto a ir até uma enfermaria se for preciso para debater o Brasil. Ninguém pode ser eleito sem apresentar as suas propostas ao povo”, destacou Haddad.

Alianças partidárias começam a ser definidas para o 2° turno presidencial

images

Partidos que perderam na corrida presidencial no 1° turno começam a escolher de que lado vão ficar no 2° turno. Se do lado de Haddad, do PT, ou Bolsonaro, do PSL. Alguns também devem adotar a neutralidade.

O PSDB, por exemplo, não vai tomar partido. Geraldo Alckmin, que foi candidato à presidência, anuncia a neutralidade e libera as lideranças do partido para fazerem suas escolhas.

O PDT de Ciro Gomes deve optar por um “apoio crítico” ao petista Fernando Haddad. O PSB e o PSOL também definiram o apoio à candidatura de Haddad.

O PRTB compõe a coligação do partido de Bolsonaro, enquanto PC do B e Pros compõem a coligação de Haddad. No Pros do Ceará, no entanto, os recém-eleitos Capitão Wagner (deputado federal) e Eduardo Girão (senador) apoiam Bolsonaro.
O Podemos, que lançou Álvaro Dias, e o PV, que lançou Marina Silva, ainda não definiram de que lado vão ficar.

O MDB, presidido pelo senador Romero Jucá (RR), que perdeu a reeleição, deve liberar a bancada. O mesmo farão o Novo, PP, PR, PPS, DEM e Solidariedade.

Governo do Estado abre licitação para novo gestor da Arena Castelão

arena-castelao-copa-2014-01

O contrato entre a Luarenas, que administra a Arena Castelão, em Fortaleza, e o Governo do Estado termina em novembro deste ano. Assim, o Governo do Ceará vai licitar a gestão do estádio para os próximos 20 anos.
O novo gestor será definido nos próximos meses com a abertura da licitação. Quem assumir a administração da Arena Castelão ficará responsável pelo equipamento pelos próximos 20 anos. A própria Luarenas e outras sete empresas estão interessadas.

De acordo com o Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), a administração do equipamento pela iniciativa privada vai livrar o Governo do Estado de um gasto estimado em R$ 185,7 milhões com despesas operacionais em 20 anos.

Zezinho Albuquerque demonstra interesse em buscar a Presidência da AL mais uma vez

8d9b47e0534abd565a7ddc35a0a41c15

Reeleito no último domingo, dia 7 de outubro, para mais um mandato como deputado estadual, o atual presidente da Assembleia Legislativa do Ceará (AL), Zezinho Albuquerque (PDT), demonstra o interesse em disputar mais uma vez o comando da Casa.

Zezinho ainda tem mais quatro meses do atual mandato e vai esperar ainda um posicionamento do seu partido quanto a renovação da Mesa Diretora.

A Assembleia Legislativa do Ceará retomou os trabalhos nesta terça-feira, dia 9 de outubro. Zezinho Albuquerque já exerceu três mandatos consecutivos como presidente da AL. Os novos deputados eleitos agora em outubro tomam posse no início de janeiro de 2019.